Archive for the 'Serviço Público' Category

19
Jun
11

As brilhantes soluções Microsoftianas…

Estando a preparar para formatar o meu PC, estou na árdua tarefa de efectuar backups..

A parte fácil é a de guardar ficheiros, e uma vez que sou assumidamente fanático de soluções open, como Firefox, Thunderbird, estas importantes configurações e dados são fáceis de guardar (O MozBackup veio ajudar muito, mas honestamente não era difícil antes.)

Eu sei que poderia usar o “Windows Easy Transfer”, mas esta solução tem 2 problemas… o primeiro é que sinceramente não confio nas soluções MS, e o segundo é que usando esta ferramenta poderia estar a transportar problemas dos quais eu me quero livrar.

A nível de programas instalados, e uma vez que não sou fã de pirataria, também não é complicado. Hoje em dia podemos efectuar rapidamente download dos sites, ou porque são gratuitos ou por que detenho as credenciais para download dos programas adquiridos. Junte-se o facto de também guardar alguns instaladores.

O que me faltava então? Bom, como irão ver a razão, faltava-me algo que irei de uma vez por todas abandonar. Como pessoa do meio, e sempre preocupado com questões de segurança, à muito que sei não ser boa prática gravar passwords… Eu pecador me confesso; hoje em dia passo mais tempo a aceder remotamente a Computadores do que a trabalhar no meu próprio posto… Até porque todos os dias, estou em pelo menos 2 postos diferentes… Junte-se também a quantidade algo elevada de redes a que me tenho de ligar, sejam as Wireless, sejam as vulgarmente designadas por VPN… Como os mais conhecedores já se aperceberam, caí na terrível tentação de guardar as credenciais.. E o facto de o ter feito, contribuiu ainda mais para na maioria dos casos nem sequer me lembrar do login, quanto mais da password.

Em relação ao Wireless, encontrei na Codeplex um utilitário que diz ser capaz de guardar as configurações. Comigo não funcionou, pelo que usei o tradicional método do netsh:    netsh wlan export profile

Já antes o usei, e apenas não foi capaz de guardar as passwords. Nesta fase, já não me importo com isso.

Mas para as ligações VPN e RDP o caso muda de figura!! E se o host, Domínio, user é fácil de saber bastando para isso editar a ligação, já as passwords não são mostradas.

Para as VPN assustei-me imenso com a simplicidade:

Acedendo ao ficheiro rasphone.pbk   guardado no utilizador  “Application Data\Microsoft\Network\Connections\Pbk” com o utilitário Dialupass , este foi capaz de mostrar todos os dados! (Ou seja, nada impede uma aplicação maliciosa, uma vez executada num pc, enviar este ficheiro para qualquer parte do mundo. E com acesso a este ficheiro, ganham acesso a todas as vossas ligações.)

Faltava agora as de RDP. Encontrei utilitários com 3 a 5 anos, muito interessantes. Um deles parecia inclusive um achado para SysAdmins, capaz de gerar infinitos ficheiros RDP. Os ficheiros RDP guardavam as passwords com os ID do computador e utilizador, ou seja, mesmo copiados para outro computador, as passwords não podiam ser desencriptadas. Acontece que a versão 6 já não grava as passwords nestes ficheiros.

Em diversos sites mostram como é simples no mundo encantado da MS… Basta ir ao controlo de conta de utilizador, e exportar as passwords de rede aí gravadas. É até muito giro, e talvez para auxiliar a transmitir uma falsa sensação de segurança a dado passo é nos dito para efectuar Ctrl-Alt-Del para entrar num modo seguro… O que nenhum nos diz é o que fazer quando dá um erro! E pior, não só o erro não auxilia nada, como não deixa qualquer log.

O que fazer? Bom, mais uma vez a nirsoft consegue nos auxiliar, desta vez com o seu Network Password Recovery. Em poucos segundos temos uma lista que apenas necessitamos de exportar. Não é muito difícil do que pode acontecer se alguém mal intencionado conseguir aceder ao nosso PC por pouco tempo que seja, ou conseguir embutir este código numa aplicação.

E pronto, por hoje é tudo. Irei iniciar a formatação (na verdade aplicar uma imagem) nas próximas horas. Se com este texto conseguir pelo menos proteger 1 incauto (como eu), fazendo com que deixe de usar a facilidade de gravar as credenciais, já será bem empregue o tempo dispensado.

18
Out
09

A quem interessa manter a RTP?

É cada vez mais legitimo e urgente, questionar a quem interessa manter a RTP no actual formato..

São conhecidos cada vez mais casos destes:

o Director de Inforrmação da RTP terá ido cear, juntamente com António Costa e a sua equipa, quando foram celebrar a vitória em Lisboa!..

(…)

O Director da Informação do canal televisivo cujas sondagens deram 12 pontos, três dias antes, e dez pontos, quando encerraram as urnas…

Enquanto isto, todos nós contribuintes, continuamos a financiar esta palhaçada:

A estação pública vai receber mais 62 milhões do Estado, através de um aumento de capital que compensa o pagamento da dívida

Lembram-se à uns poucos anos quando se comentava os “intervalos da TVI”? Honestamente, entre as 3 emissoras (RTP1,SIC,TVI) não me parece ser possível nos dias de hoje, os distinguir! Frequentemente acontece-me, quando mudo o canal por a TVI ter entrado em intervalo, encontrar também intervalo nas outras duas… e mais, a TVI chega a retomar a emissão, antes das outras..

14
Out
09

Mudança Precisa-se!

Olhando para os “ideais” ou “princípios” (chavões?) das nossas instituições, percebe-se bem porque estamos onde estamos….

Tribunal Contas

Não será tempo de começarmos a pensar em “INVESTIR” em vez de “GASTAR” ?

Nota: Editado em 19 Junho 2011. O antigo link para a imagem não funcionava, mas o mesmo ainda era visível na página de entrada do TContas
09
Out
09

Sobre um programa interessante…

Eu sei que isto já tem um mês, (em tempo internet, já caminha para o pré-histórico) mas só hoje tive oportunidade de o ler.

Trata-se de uma proposta de programa de governo que devia ir a votos, segundo o seu autor.

Embora o tenha achado interessante de um ponto de vista geral, e os ganhos que promete serem muito tentadores, deixou-me curioso uma situação.. Para que raio precisa a “Presidência do Concelho de ministros” de 208 Milhões?? Mais 50 Milhões do que o Ministério da Cultura?

Em relação ao programa propriamente dito, o ponto que mais me chamou a atenção, foi o “4)Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior”, por vários motivos.

A proposta é de que o ensino deve ser todo privatizado. Concordo. Já a forma de começar, exactamente pelo Ensino Superior, como defende o autor, acho que é um perfeito tiro-no-pé, senão vejamos..

Em todos agrupamentos do ensino, exactamente aquele onde o Privado fica atrás do Público, é no Superior. Se nos cursos “Teóricos” ainda possa ter algumas referências, duvido que consiga 1 só exemplo de um curso Tecnológico ou de Engenharia, que seja melhor num privado.

Ou seja, o mercado não está preparado para o choque que propõem, e tendo excelentes situações no Primário, Ciclo, Secundário, para avançar com este tipo de evolução, que serviria exactamente para mostrar aos mais cépticos ou descrentes, de que esta era uma BOA medida, pretende começar por onde o fracasso espreita.

A mudança que deveria começar no Ensino Superior, era os conteúdos programáticos… Deveriam ser as Universidades a dizer ao Secundário, e não o Ministério, aquilo que seria necessário os alunos saberem, antes de entrar no Ensino Superior, e devolver-lhes a gestão da avaliação de conhecimentos para o acesso ao Ensino Superior, como era até 1995. De lá para cá, o que acontece é que cada ano que começa, os alunos estão menos preparados, obrigando as faculdades a “descer o nível” de conhecimentos necessários, e a inventar cadeiras suplementares, de crédito 0, para combater as deficiências de conhecimentos dos alunos recém-chegados.

Mas o erro não fica por aqui…

A outra questão, acontece exactamente pelos motivos que impedem de fazer mais gente aderir às causas liberais. A total insensibilidade social, e o não entenderem que apesar de em teoria e do ponto de vista racional, estarem muito certas, não podem ser aplicadas tipo chapa 5.

Consideremos o seguinte.. Um casal Americano, enquanto se prepara para receber um novo membro na família, não só pensa no berço e nas roupinhas,  mas começa desde essa hora, a planear uma poupança para pagar o curso superior do seu rebento.

No nosso país, esta cultura não existe! Poderá eventualmente algumas famílias mais novas, estarem já a preparar-se para tal, mas esse não é o pensamento generalizado dos Portugueses. Uma mudança brusca como propõem, iria condenar uma geração praticamente inteira, a terminar os estudos no secundário.

Com tantas deficiências no Ensino Superior (desfasamento entre o que é leccionado nas Universidades, e aquilo que as empresas precisam; o aumento desmedido todos os anos de vagas em cursos que se sabem não ter saída, etc.), e era logo por aqui, que pretendia começar a privatização do ensino.. Que tiro-no-pé…

A passagem deste estado Marxista/Socialista para uma economia livre, tem de ser gradual, sob pena de causarem um imenso problema social, que além das desgraças que traria, colocariam um fim abrupto a meio do caminho.

E é exactamente aqui, a principal diferença entre os partidos.

Nos últimos tempos, tem sido muito habito perguntar, “o que distingue o PSD do PS” e/ou “para que servem 2 partidos social-democratas” (absurdo que tem sido habito ler por muitos blogs e até imprensa)… Além de alguma falta de capacidade de comunicação por parte do PSD em o explicar, a verdade é que a melhor forma de o fazer, não é apenas nesta versão simplista, mas sim colocar a questão na sua forma completa: “O que distingue o PSD do PS e do CDS-PP”.

09
Out
09

a A21

Ora bem, se isto é assim, então porque raio não nos contaram a história toda, nos telejornais? Ou terei sido só eu a ver meias-noticias?

Esta escandaleira e irresponsabilidade de gastos de dinheiros públicos tem que acabar!

Democracia sem Responsabilidade, NÃO!

Nota: Até tem uma Petição para quem concordar.
27
Set
09

Fundamentalismos…

Penso que hoje, mais do que qualquer outro dia, senti aquilo que fundadores e primeiros seguidores de movimentos como os ecologistas, entre tantos outros, tem vindo a sentir nos últimos tempos… O extremismo e fanatismo associado à causa… Perdeu-se a objectividade, assim como a razão…

Sejamos francos, no mundo real, independentemente do factor, circunstancia ou matéria, nada é  sempre 100% melhor que o seu concorrente. Na verdade, é um jogo de compromisso.. A pode ser melhor que B,C,D em 90% dos casos, mas certamente nos restantes 10% B,C,D também terão as suas vantagens, que sobrepõem-se a A..

Nesta altura, estarão a pensar, “mas de que raio é que ele está a escrever?“, e ainda bem.. pois até agora apenas descrevi um cenário genérico, que qualquer pessoa de bom senso deve aplicar a tudo na vida. O motivo da minha escrita, é a desilusão de ver a que ponto chegou o fanatismo na software livre/ANSOL.

Esta iniciativa não pode ser vista como boa pelos adeptos de software livre, tal como não devia de ser considerado negativo a votação contra ela, porque de facto, era uma má iniciativa! Violava um dos valores que eu, e espero que a maioria dos Portugueses, mais respeito e admiro, a LIBERDADE DE ESCOLHA! Apesar de admitir excepções no seu Art.4º, o Art.1º dizia expressamente :

Todos os serviços do Estado estão obrigados a utilizar software livre nos seus sistemas e equipamentos informáticos, sem prejuízo do disposto no artigo 4.º.

E de como bem gostam todos quantos querem um Estado ultra-regulador, deixava a excepção demasiado ambígua, a ponto de poder ser usada não por parecer de técnicos que testemunhem a sua veracidade, mas sim na mão de políticos..

E é exactamente neste direito à liberdade de escolha, em conjunto com o gasto racional e mais conveniente do dinheiro dos contribuintes, que a Posição Geral do PSD se encontra, que optou por um texto único (tal como o MEP) em vez de uma resposta às Perguntas enviadas pela ANSOL. Mas vai mais longe..

Esta posição geral, quanto a mim muito sensata, ressalva um dos aspectos mais fundamentais da defesa dos consumidores, a interoperabilidade! Não há nada mais limitador da liberdade de escolha, do que a incompatibilidade entre diferentes sistemas. Como explicar que em pleno ano 2009, uma empresa que pretenda mudar de Sistema, no qual gastou centenas a milhares de Euros, não pode transportar a informação para o novo Sistema, que também lhe custará idêntico valor?

Ou explicar que apesar dos elevados gastos em software, o simples transporte da informação comercial da empresa para a contabilidade (que como sabemos na generalidade das micro e pequenas empresas e de muitas médias, é efectuada num gabinete externo à empresa), esta tem que ser novamente toda digitada?

Ainda a respeito da liberdade de escolha diz o comunicado “Para nós, o princípio da liberdade de escolha é um valor virtuoso que o Estado deve proteger e, se possível, promover.” (…) “Em cumprimento dos princípios da liberdade de escolha e da igualdade de oportunidades antes referidos, o Estado pode e deve ser um factor activo de divulgação e promoção destas diferentes opções. Não acreditamos, contudo, que esta aposta deva concretizar-se pondo em causa o chamado “software proprietário”. A liberdade de escolha pressupõe que não surjam elementos discriminatórios que a distorçam.”

O PSD colocou a questão exactamente na forma como ela deve ser encarada (destaques meus):

Quanto à utilização destas ferramentas de trabalho pela Administração Pública, o princípio deve incontornavelmente guiar-se pela eficiência. Impõe-se uma criteriosa avaliação casuística dos custos e benefícios associados a cada situação.

A resposta do MEP também se aproxima a esta ideia, embora também queira ver “considerados o grau de incorporação nacional no produto final oferecido”

A conclusão, não pode ser mais evidente e esclarecedora (destaques meus):

Assim, perante esta situação, importa rejeitar qualquer discriminação e olhar para a eficiência das soluções concretas, salvaguardando sempre os princípios da liberdade de escolha e da igualdade de oportunidades.

Uma Proposta de Lei que obrigue, seja a Administração Pública, ou (ainda mais inaceitável) os Privados, ser encarada como uma boa Proposta, é não só violadora do mais elementar conceito de liberdade de escolha, como reveladora de um fanatismo e/ou o defender do mais repugnante aspecto dos lobby’s.

O Software Livre não deve ser discriminado, por ser livre, por não ter uma Grande Corporação por trás; mas não deve igualmente ser o escolhido apenas por que é Livre!

Nota1: Muito estranho que a ANSOL/Software Livre, não recomende um voto CONTRA os que contrataram o site Base, tendo eles próprios desenvolvido o Transparência-PT para colmatar as deficiências do primeiro, entre tantas outras denuncias efectuadas no Software Livre. Alias, a resposta do PS às questões enviadas, tem o descaramento de referir o Base, de falar de imensas iniciativas que tomaram, mas sem referirem os acordos e entregas sem concurso publico à Microsoft. Mas apesar de tudo isto, conseguem-lhes atribuir uns 53%

Nota2: Ainda em relação a respostas e pontuações, é lamentável que a ANSOL não veja (ou não lhe interesse ver) que a posição da Esquerda é mais “ideológica” contra o “Malvado” Capitalismo/Imperialismo (o alvo dos ataques é a Microsoft/EUA) do que propriamente favorável ao Software Livre. No caso do BE uma chuva de disparates ao ponto de defender o PDF, embora no PCP pareça haver alguma coerência, e o caso do PCTP/MRPP não deixa de ser engraçado ter tanta referência contra a Microsoft, mas a própria resposta é enviada no formato dessa Software House.

Nota3: Ficou mal ao CDS-PP não ter enviado qualquer resposta. Poderia até nem ser favorável ao Software Livre. Um país livre, requer o contraditório, alias é assim que se alicerça uma boa decisão.. ouvindo os argumentos dos que são favoráveis, e conhecendo os contrários. É dessa ponderação, que nascem as boas escolhas!

17
Set
09

A questão onde ela está..

Este post remete exactamente para onde está o problema..

A verdadeira questão à volta do SNS não é se o estado deve ou não proporcionar cuidados de saúde aos cidadãos.. mas sim a sua forma de gestão/administração.




Visitas

  • 12,019 carregaram na campainha

Calendário

Agosto 2017
S T Q Q S S D
« Jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031