Archive for the 'Roubalheira' Category

29
Out
09

a favor dos Paraisos Fiscais e afins

É por estas e por outras, que cada vez mais sou a favor dos Paraísos Fiscais e toda a espécie de territórios, que nos defendem do ROUBO institucional do Estado.

Enquanto isto acontece por cá, Vale A. continua a passear-se por Inglaterra…

Btw, alguém se lembra da “gota d’ água” que aumentou o apoio ao Partido Republicano?

A nível da Internet, o futuro é apostar em zonas protegidas, dotadas de boas ligações, vendendo VPN’s para utentes de Estados paranóicos, como o caso em que está a cair a França.. (mas não é o único…)

18
Out
09

A quem interessa manter a RTP?

É cada vez mais legitimo e urgente, questionar a quem interessa manter a RTP no actual formato..

São conhecidos cada vez mais casos destes:

o Director de Inforrmação da RTP terá ido cear, juntamente com António Costa e a sua equipa, quando foram celebrar a vitória em Lisboa!..

(…)

O Director da Informação do canal televisivo cujas sondagens deram 12 pontos, três dias antes, e dez pontos, quando encerraram as urnas…

Enquanto isto, todos nós contribuintes, continuamos a financiar esta palhaçada:

A estação pública vai receber mais 62 milhões do Estado, através de um aumento de capital que compensa o pagamento da dívida

Lembram-se à uns poucos anos quando se comentava os “intervalos da TVI”? Honestamente, entre as 3 emissoras (RTP1,SIC,TVI) não me parece ser possível nos dias de hoje, os distinguir! Frequentemente acontece-me, quando mudo o canal por a TVI ter entrado em intervalo, encontrar também intervalo nas outras duas… e mais, a TVI chega a retomar a emissão, antes das outras..

09
Out
09

a A21

Ora bem, se isto é assim, então porque raio não nos contaram a história toda, nos telejornais? Ou terei sido só eu a ver meias-noticias?

Esta escandaleira e irresponsabilidade de gastos de dinheiros públicos tem que acabar!

Democracia sem Responsabilidade, NÃO!

Nota: Até tem uma Petição para quem concordar.
29
Set
09

“cultura da irresponsabilidade”

“O governo britânico quer acabar com o que chama de “cultura da irresponsabilidade” que se tem vivido nas instituições financeiras.”, anuncia a Euronews..

Muito bem…

PARA QUANDO UM PLANO IDÊNTICO A ESTE, MAS PARA POLÍTICOS E GOVERNANTES ????

Alistair Darling, ministro das Finanças do R.U., afirmou “Não vamos permitir que a ganância e a irresponsabilidade voltem alguma vez a colocar em perigo a economia global e a vida de milhões de pessoas”.

É caso para dizer, «Olhem para o que dizemos, não olhem para o que nós fazemos»

15
Set
09

Alguém me diga que isto não é assim…

É isso mesmo que eu peço.. que alguém me diga que isto não é bem assim.. que é um exagero de leitura, e que nem sequer passa pela cabecinha dos meninos da DGCI e Gestapo Seg.Soc., dar este tipo de tratamento…

“As retribuições do trabalho vão ser mais oneradas com o aumento dos encargos sociais. Subsídios de refeição, ajudas de custo, utilização de automóvel da empresa são exemplos de despesas abrangidas pelo novo Código Contributivo. Além da incidência de IRC à taxa de 10%, estas despesas vão ser oneradas pela Taxa Social Única, representando um encargo adicional de 34,75%.

(…)

Trabalhadores independentes, desportistas, IPSS, pré-reformados, reformados e até padres vão ter agravamento nos custos da actividade, sem obter contrapartidas.

(…)

É o caso do subsídio de refeição, ajudas de custo, utilização de automóvel da empresa, prémios livres, assim como todas as retribuições adicionais que possam ser atribuídas pelas empresas aos seus colaboradores. Estas despesas, que estavam isentas de Taxa Social Única e dentro de determinados limites estavam também isentas de IRS, passam a ser fortemente tributadas, representando um encargo adicional de 34,75% em Taxa Social Única (23,75% a cargo das empresas e 11% a cargo dos empregados).

(…)

Para um automóvel com o preço de venda de €25000, por exemplo, as empresas já estão sujeitas a tributação autónoma de IRC à taxa de 10%, ou seja, €2500. Com o Código Contributivo, vai acrescer TSU de 23,75% para a empresa e de 11% para o empregado, gerando um encargo adicional de €8687,5. Ou seja, só em IRC e TSU vai haver uma tributação adicional de 44,7% do PVP a somar ao ISV e IVA pagos na compra.

Esta roubalheira TEM de acabar!

Se foi para isto que se andou a dar “baliout” e afins à banca e industria automóvel, então não vão resultar, já que vai tudo para a falência/desemprego! Porque estas medidas são incomportáveis!




Visitas

  • 12,019 carregaram na campainha

Calendário

Agosto 2017
S T Q Q S S D
« Jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031