08
Out
09

Discursos claros … Falar Verdade

Gabriel Silva diz “Discursos claros, como por cá não há (e depois queixem-se)“.

Se bem me lembro, neste país, até à coisa de 2 semanas atrás, era exactamente essa a estratégia do PSD de MFL.  É certo que não ia tão longe, mas era esta a linha da campanha, e veja o que aconteceu… Se é certo que o País retirou a maioria ao PS, a não menos verdade, é que refugiou-se significativamente ainda mais à esquerda, aquela que lhes prometeu MAIS estado,e MAIS intromissão nas suas vidas, com uma “maquina” ainda MAIS pesada, desresponsabilizando ainda MAIS cada cidadão. Imagine o que teria sido se MFL tem levado a verdade até ao mesmo estremo como David Cameron fez.. Não tenho bases cientificas para me apoiar, mas arrisco-me a dar o palpite que em vez de ter sido o 2º mais votado, teria ficado com o 4º ou mesmo 5º…

Portugal e os Portugueses, não querem saber nada da realidade das coisas, não é esse o nosso hábito, não é essa a nossa cultura. Temos enraizado a cultura do “desenrasca” e das mais variadas “sortes” que sempre nos tiraram do sufoco. (Alguém se arrisca a dizer o que teria sido deste pequeno rectângulo se em 1986 não aderisse à UE, então CEE?)

E quando a coisa já não dá mais para “desenrascar”, lá terá que vir um “paizinho”, que nos puxe as orelhas, equilibre o estado, e conserte os estragos, tal e qual os moços pequenos.. eles sabem que estão a fazer asneiras, sabem o que deviam estar a fazer, mas até o “paizinho” lhes ralhar e colocar no rumo, eles irão continuar divertidamente na asneira..

Por isso mesmo, é que apesar de ser contra tudo o que acredito, tal como escrevi à dias, espero bem que o CDS resista à tentação, e deixe este País ter o governo de Esquerda que tanto deseja..

Anúncios

4 Responses to “Discursos claros … Falar Verdade”


  1. 1 Gabriel Silva
    Outubro 8, 2009 às 8:43 pm

    Caro expectado,

    «Se bem me lembro, neste país, até à coisa de 2 semanas atrás, era exactamente essa a estratégia do PSD de MFL»

    discordo de tal comparação. Se foi um facto que MFL usou de uma terminologia de «falar verdade» ficou-se pelo slogan e marketing, sem qualquer substancia concreta. E foi o que se viu.
    Se utilizo o termo «ser claro» (confesso que não tinha em mente qualquer associação ao psd), longe de mim comparar o que diz cameron com mfl. Cruz credo! Ele de facto faz um discurso onde me parece bem claro o que pretende, onde, ideologica e politicamente se demarca do socialismo, onde apresenta claramente a sua ideia politica do que deverá ser a acção governativa.

    e um mero aparte: «Se é certo que o País retirou a maioria ao PS, a não menos verdade, é que refugiou-se significativamente ainda mais à esquerda»

    de forma ligeira, mas ainda assim, a esquerda viu diminuido o seu peso, perdeu votação e deputados para forças ditas de não-esquerda.

  2. Outubro 8, 2009 às 10:43 pm

    Correcto, é certo que a esquerda perdeu peso para as forças ditas de não-esquerda, mas arriscaria a dizer que 90% veio “apenas” de eleitores que em 2005 votaram PS.
    E se ouve votos a migrar do PS para o BE, estes refugiaram-se à esquerda, entregaram o seu voto aos que defendiam “ainda mais estado”, era isso que pretendia dizer, e não apenas na quantificação de votos.

    Se calhar não me expressei bem, ou não me fiz compreender. Não quis dizer que tinha comparado Cameron com MFL… a pergunta e ideia que quis deixar no ar, foi de que, neste País, se um partido e seu líder apenas tiveram uma leve aproximação ao dizer a Verdade, imagine a “hecatombe” que não teria sido, se MFL arrisca-se fazer um discurso semelhante na integra, ao de Cameron..
    Acredita mesmo que teria conquistado mais votos?

  3. 3 Gabriel Silva
    Outubro 8, 2009 às 11:11 pm

    Sim, julgo que ganharia não apenas mais votos, como as próprias eleições.
    Não era dificil: apontar erros de governação, desmascarar situação dificil e propor mudança, no sentido claro que Cameron aponta.
    preferiu meias palavras, garantir continuação estado socialista, e, para mim o mais incompreensível, nem sequer fez campanha contra a governação

  4. Outubro 9, 2009 às 3:57 am

    Gostava de partilhar dessa sua confiança, na capacidade da generalidade dos eleitores, conseguirem aceitar a absoluta necessidade de mudar de paradigma e de visão quanto ao estado. Infelizmente sou um pouco mais “pessimista”, e julgo que será necessário que o País e os Portugueses se afundem ainda mais, antes de estarem preparados para tal… se é que algum dia o vão estar.
    Quanto à campanha, concordo absolutamente consigo. Deveria ter sido muito mais incisiva contra a governação efectuada, apontando modelos e soluções diferentes, ao invés de se ter ficado pelos chavões “Verdade”, “Asfixia Democrática” e outros que tal.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Visitas

  • 12,019 carregaram na campainha

Calendário

Outubro 2009
S T Q Q S S D
« Set   Dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

%d bloggers like this: